O programa do intercâmbio dos seis grupos do Carnaval de São Vicente ao Brasil dedicou esta semana aos contactos com fornecedores, visitas a lojas, ateliers, e aos estaleiros das escolas de samba, na Cidade do Samba. Uma área de cerca de oito hectares (+- 80.000 metros quadrados) classificado como “um dos pontos altos” da digressão.

A comitiva teve acesso ao piso 0, área para a confecção das alegorias e dos carros alegóricos (serralharia, carpintaria e montagens), ao piso 1, área administrativa de cada escola de samba, aos pisos 2 e 3 onde se encontram os ateliês de adereços, chapelaria, costura, pintura e escultura.

O intercâmbio nos proximos dias, esta reservado a compras nos armazéns do Rio de Janeiro.

 

3ª digressão ao Brasil 1  3ª digressão ao Brasil 2  3ª digressão ao Brasil 4