O presidente substituto da Câmara Municipal de São Vicente, Rodrigo Martins, avançou hoje, em conferência de imprensa, uma serie de medidas de prevenção face  ao Covid-19, a serem levadas a cabo pela autarquia

A Câmara Municipal de São Vicente deliberou o cancelamento de toda a programação cultural agendada para o mês de abril, mês da cidade, bem como o cancelamento das autorizações para realização de eventos na via pública, praças, pracetas e recintos desportivos, até nova avaliação.

A autarquia restringiu também o acesso ao mercado de peixe, permitindo apenas o acesso a pessoas que vão fazer as suas compras e interditando assim, visitas com outros propósitos para minimizar a concentração de pessoas.

Outras medidas estão a ser equacionadas visando a organização do atendimento ao público nos serviços municipais. Sublinhou que o executivo camarário vai-se reunir esta quinta-feira para analisar o atendimento interno na CMSV.

“Em articulação com o Governo central, instituições diversas e a sociedade civil, continuaremos a analisar com acuidade a evolução da situação e a tomar, na esfera das competências da CMSV, as melhores decisões no domínio da prevenção”, disse o presidente substituto que exortou a sociedade civil a cumprir as medidas de prevenção enunciadas pelo Governo, através do Ministério da Saúde, Delegacia de Saúde e pela Autarquia.

No que concerne ao comércio informal, avançou que “o serviço de fiscalização irá trabalhar na sensibilização” das vendedeiras ambulantes sobre o Covid-19 e sobre outros aspetos que “merecem todo o cuidado”.

 “Consoante a análise das situações, vamos tomando medidas e definindo possíveis estratégias de intervenção.

Estas medidas, segundo o presidente substituto, vão vigorar até uma nova avaliação. Mas avançou que o executivo reunirá sempre que se achar necessário para analise da situação de evolução do Covid-19.